MMA 05/04/2012
Rodrigo Ratinho estreia no Bellator preparado fisicamente por profissionais BEone

Juan Reol , do Rio de Janeiro (RJ)

O lutador Rodrigo Ratinho enfrenta o japonês Hiroshi "Iron" Nakamura em sua estreia no Bellator – edição 64, evento que acontece na sexta-feira (6), em Ontario, no Canadá. Com 10 vitórias na carreira, sem derrotas ou empates, ele tem a chance de mostrar sua técnica e garra em organização americana do porte do UFC (Ultimate Fighting Championship) e do Strikeforce. O peso-galo (até 61kg) realizou toda sua preparação física com os profissionais da BEone – Núcleo de Desenvolvimento da Performance Humana. O fisiologista e preparador físico Claudio Pavanelli foi o responsável pelos treinamentos com assistência do auxiliar de preparação física Rodrigo Babi. Os treinos foram aplicados na sede da Team Nogueira, no Rio de Janeiro (RJ).


Fisiologista e preparador físico Claudio Pavanelli
entre os lutadores Rodrigo Ratinho e Vitor Miranda

Conhecido nos circuitos brasileiros, Rodrigo Ratinho chamou a atenção do Bellator e na edição 64 tem sua primeira oportunidade em um evento internacional e de grande audiência (transmitido pelo MTV 2 nos Estados Unidos e pelo canal Esporte Interativo no Brasil). Ciente da nova empreitada na carreira, o lutador fez questão de treinar com o mesmo preparador físico que trouxe a lenda Rodrigo “Minotauro” Nogueira de volta aos octógonos.

O preparador físico Claudio Pavanelli explicou que Rodrigo Ratinho se apresentou para os treinamentos necessitando principalmente da melhora na composição corporal e também em força e resistência. Na fase final da preparação, o fisiologista explica que o lutador já se encontrava com condicionamento cardiovascular ideal. “Ele está com o condicionamento cardiovascular muito bom. Sua força evoluiu bastante, assim como seu índice de fadiga para sustentar toda a luta”, disse.

Pavanelli afirmou ainda que as semanas que antecederam a luta serviram para intensificar os trabalhos em agilidade e potência. “A parte final do trabalho foi justamente voltada para agilidade e para a potência dos golpes. Teve uma evolução muito grande em sua composição corporal e acertamos o peso ideal para a luta, sem dificuldades. Ele teve um ganho de força e agilidade muito grande”, concluiu o preparador físico.

Empolgado com os treinos orientados por Claudio Pavanelli e Rodrigo Babi, Rodrigo Ratinho afirma que não faltará gás (gíria dos lutadores para explicar resistência física) na luta do Bellator 64. “Gás vai sobrar. O gás lá na luta vai sobrar porque estou me dando muito bem nos treinamentos e nos sparrings. Durante a última semana treinei muito bem. O nível da preparação foi ótimo e vou lá dar show”, resumiu o peso-galo, demonstrando muita confiança.


Treinamento deixou Rodrigo Ratinho com condicionamento cardiovascular ideal para a luta

(crédito da foto: Juan Reol) 

A BEone – Núcleo de Desenvolvimento da Performance Humana divulgou em sua conta do Youtube um vídeo com alguns dos principais momentos da preparação física de Rodrigo Ratinho, além de entrevistas com o lutador de MMA, o preparador físico Claudio Pavanelli e o auxiliar Rodrigo Babi.

Conhecido por seu trabalho nos departamentos de fisiologia de clubes de futebol como Corinthians-SP, Santos FC-SP, Palmeiras-SP, Atlético-MG e atualmente Flamengo-RJ, Claudio Pavanelli tem experiência como preparador físico. No currículo ele possui trabalhos de longos períodos com o piloto de motovelocidade Alexandre Barros e com o iatista medalhista olímpico Robert Scheidt.


Na Team Nogueira, Rodrigo Ratinho treinou ao lado do ídolo e
campeão dos pesados do UFC, Júnior Cigano (crédito da foto: Juan Reol)

É o preparador físico de Rodrigo”Minotauro” Nogueira desde a preparação para o UFC 134, que aconteceu no Rio de Janeiro (RS) em agosto de 2011. Esteve com ele na preparação para o UFC 140 e agora em sua recuperação após a fratura no braço, que ocorrida no Canadá. Trabalha também com os lutadores de MMA Patricky e Patrício Pitbull – que lutam no Bellator –, com Rony Jason, atualmente participando do TUF Brasil e com o meio-pesado Vitor Miranda.

Pavanelli é Formado em Educação Física na Faculdade Metropolitanas Unidas (FMU), com pós graduação em Treinamento Desportivo também na FMU. É especializado em Condicionamento Físico Aplicado à Prevenção Cardiológica Primária e Secundária (INCOR) pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Fisiologia do Exercício pela Escola Paulista de Medicina. Claudio Pavanelli é do American College of Sports Medicine desde 1995.